rapidrepair
1+ Views

What to do in case of Water Damage before visiting a Center for iPhone Repair Near Connaught Place

If you have recently dropped your iPhone in water and it is not working properly anymore, it is natural for you to feel anxious. After all, you have shelled out a large chunk of money to make it your own. However, the good news is that, there are a few ways in which you can try and revive your iPhone at home before visiting any good centre for iPhone repair near Connaught Place. Don’t worry as these methods won’t cause any harm to your phone or make the water damage worse. And since IPhones are delicate electronic devices, there is no guarantee that the tricks listed below will have guaranteed results. But in that case, you can always consult an expert. So, let’s get started!
Comment
Suggested
Recent
Cards you may also be interested in
Know Which Is The Best Framework For Mobile App Development
React and Angular are two of the most common and versatile front-end development frameworks in the market, with both entering the Top 15 JS Frameworks for 2020 and this blog focuses on explaining to you in detail about them. In the coming minutes, you’ll learn what distinguishes Angular and React? Where the best React Native App Development business wins brownie points? and where brands can concentrate their energies on Angular app development.  We’ve focused this article on the comparison of Angular and React partly because they come from the same lineage as two strong rivals – Android and iOS and partly because they’re in some ways similar too.  For clearing the confusion about which is the best framework for Mobile App Development, we will cover Angular vs ReactJS equally and brief out on their functionalities, This will assist you in choosing the right framework as per your need.  Let’s discuss the fundamentals of React and Angular :- Angular:  Angular is an open-source JavaScript framework that is written in TypeScript. It was developed by Google and works with a variety of code editors. The use of Angular in front-end development is needed for the construction of interactive web apps and websites. It’s a full-featured JS platform for developing interactive single-page web applications. React: React Native is an open-source JavaScript library that was developed by Facebook. It is designed using JSX (a PHP extension) and JavaScript. The React Library breaks down a website into individual elements, making interface creation easier. The React JS system makes use of server-side rendering to provide a flexible and reliable solution. React vs. Angular: The Complete Comparison Let’s move on the next segment, where we’ll compare some elements in greater depth. 1- Learning Curve :- Angular has a very large database, learning all of the terms involved with it can take much more time than learning React Native. Since certain complex functions are built into the framework’s core, the developer would have to understand to use them. Furthermore, there are several methods to resolving a single issue. If you’re working with JavaScript, the React code would be relatively simple to understand. However, it takes quite some time to learn how to set up a project because there is no predefined project structure. You’ll also need to learn the Redux library, which is used to handle state in more than half of React applications.  2- Performance :- Bidirectional data-binding has a negative impact on the stability of Angular applications. The most recent version of Angular has greatly improved its performance, and it no longer follows React to the situation. Furthermore, an Angular application is significantly smaller than a React application. With the implementation of the interactive DOM, React’s performance has greatly improved. The load on the browser is reduced since all virtual DOM trees are lightweight and installed on a server. 3- Language :- Angular supports JavaScript and TypeScript, which is a superset of JS designed for bigger projects. TypeScript is smaller than JavaScript, the text is simpler to understand, and types are more obvious. The method of refactoring code also gets easier and quicker. React is built with JavaScript ES6+ and JSX script. JSX is a syntax extension that transforms JavaScript code into HTML-like syntax. This makes the code easier to understand, and typos are more easily identified. 4- App Structure :- Angular’s structure is fixed and complex, making it best suited for experienced developers. Model, Controller, and View are the three layers that make up Angular. The Controller creates an entity that is responsible for the Model and displays it with the View. React Native framework allows developers to make their own decisions. For a React app, there is no such thing as “the only correct framework.” Only the View layer is provided by React, while the Model and Controller layers are introduced by the use of third-party libraries. 5- App Performance and User Experience :- For its implementations, Angular uses real DOM. Real DOM is ideal for single-page websites that are maintained on a regular basis. Furthermore, the library is large, making the apps using Angular slower. UpWork is one of the most common Angular applications, since the user experience does not need to be modified regularly. React is ideally designed for pages that need frequent content updates because it uses a virtual DOM. The library is also small in size, making it more lightweight and dynamic. Instagram is an example of React, so the user feed must be updated frequently. 6- Testing :- Angular IO debugging and testing for an entire project is possible with single  software like Jasmine, Protractor, and Karma. React Js to perform various forms of checking, it needs a set of tools. 7- Ease of Update :- Angular releases one big upgrade every six months and gives each release a six-month depreciation term. The upgrade method is easy, and the complete system comes with its own set of packaged products. Scripts that use React can quickly switch between older and newer APIs. As we can see from Facebook’s interface, the APIs are very secure. In comparison to Angular, updates are fast and migration is easy. The major releases are secure and self-contained, but they have dynamic libraries. Key Features of Angular AJAX, HTTP, and Observables are all built-in. Large community support Typescript is time-saving. Consistent with technology Coding that is more clear and concise Error-handling support has been improved. Angular CLI allows for seamless updates. Local CSS / shadow DOM Separation of User Interface and Business Logic Key Features of React Allows to access libraries from other people. Time-Saving Simplicity and Composable Fully supported by Facebook. Improved customer interface and lightning-fast results. Faster Development One-directional binary linking provides code stability. React Components Angular and ReactJs Use Cases Choosing between Angular and React JS  is the most common confusion that most of us have experienced and are still familiar with. Let’s take a look at how Angular and Reactjs have collaborated to build world-changing applications. Angular vs React: When to choose what? In this part, we’ll go through some of the conditions where Angular or React is a good fit. When to Choose Angular? In the following scenarios, Angular is the best platform to use for your app: When you need ready-to-use applications for increased efficiency. When you need a feature-rich, large-scale framework When the development team has worked with Java, C#, and previous Angular versions, The app’s difficulty is still at a low to medium degree. When to Choose to React? In the following scenarios, the React Native framework would be the best option: when you require a multi-event app. When the application development team has HTML, CSS, and JavaScript knowledge. When the requirement demands a customized app approach, React is the way to go. When you want to make shareable components for your app. Benefits of Angular: Angular is a JavaScript framework that is great for creating dynamically interactive web applications. Let’s look at Five of Angular’s most important benefits:  1. Angular’s created to be used alongside Typescript and it has a lot of support for it. 2. Angular language support that provides intelligence and autocompletes for external HTML template files used by components. 3. Two-way data linking allows the app to behave in a unique way, reducing the probability of errors. 4. MVVM (Model-View-ViewModel) helps developers to work on different sections of the same app while using the same data. 5. Framework and design designed especially for project virtualization. Benefits of React:  React is a JavaScript library created by Facebook and open-sourced in 2013. It’s ideal for creating modern single-page apps of any size and scope. Let’s look at seven of React’s most important benefits:  Because of its simple interface, use of JSX (an HTML-like syntax) for templating, and extensive documentation, it’s simple to learn. Developers spend less time thinking about framework-specific programming and more time writing modern JavaScript.. React’s Virtual DOM implementation and numerous rendering optimizations make it extremely smooth. Since data linking is one-way, there are fewer undesirable side effects. Redux, React’s a most common framework for controlling application state, is simple to understand and master, and React implements Functional Programming (FP) principles, resulting in code that is easy to test and reuse. Type-safe applications can be created with either Microsoft’s TypeScript or Facebook’s Flow, all of which support JSX natively. React Native programming skills may be added (often directly) to React. What Does Angular and React Future Hold? By 2021, or even 2025, none of the two systems will be obsolete. Important updates have been made to React, allowing developers to easily provide input on new features, JavaScript syntax enhancements, and experimental APIs. Angular, on the other hand, has already seen a large uptick in use, which will continue with the release of Angular 10. The rest of the time, deciding which platform or UI library is best for your software project comes down to the app’s specifications, difficulty, and the product development company’s expertise. Which is Better? Before we come to any conclusions, we must remember that there is no such thing as the best framework or library. Choosing a framework or library is entirely dependent on the level of the project, its criteria, and its objectives. Any architecture or library has advantages and disadvantages, and React and Angular are no exception. Based on the above reasons, whether you are a novice or have little coding experience, as well as if you want consistency for your project, you can choose React because its learning curve is shorter and simpler, and the demand for jobs is higher than Angular.  If you choose Angular, you will find it annoying because big Angular updates occur every six months. Also, if you want a full-fledged architecture to create a large-scale project and want a straightforward coding approach, Angular is the way to go. Hope that reading this article helped you go for the right framework for your app and if you are willing to Read More React Native App Development page. You can also reach out to us via email at info@hashstudioz.com.
Basic Information About Quality Assurance Consultants
Quality is not a linear word; it has multiple definitions. When it comes to quality and its assurances, business lacks knowledge and expertise that is why they prefer contacting Quality management consultant. If you wanted to know more about quality assurance, read more. What is quality? The definition of quality also varies from person to person, but in organizations, there must be some standardization that can be documented and treated as quality. In simpler words, quality is fulfilling the customer needs and expectations on the parameter of durability, price, design, reliability, customer service, functionality, and others. What is assurance? Assurance gives credibility and makes a trust bridge between a business and its other stakeholders. It guarantees that the product or services is without any flaws and a customer will get 100 percent satisfaction and value for their money. In-house quality assurances do not make that much impact as compared to assurance from quality assurance consultant professionals. When a business spends on quality management consultants, it is an investment. The invested money gives returns in the form of more customers, high brand value, more expansion, and excellent future growth prospects. As a business, if you are looking for top-ranked Quality management consultants in Australia, contact PQAS. Quality assurance process Professionals from Quality management consulting services make a customized quality assurance process by considering aspirations, industry, business size, human resources capability, budget, and other requirements. Get Quality Assurance certification now. The process involves four stages:- 1. Planning- Once you contact quality management consultants from www.pqas.com., they understand every detail of your requirements and also does the ground study. This is the first and crucial stage and all the important decisions are taken in that stage only. Based on the planning, the business gets into a contract with professional consultants and signs a deal. 2. Development and testing- Actual work starts at this stage. Quality management consultants in Australia develop a framework of guidelines/changes and start testing for its efficacy. A small sample size is taken and if the process is successful, the next process starts. Consultants train and prepare master trainers for further dissemination of the information and imparting the knowledge. 3. Monitoring- Any changes take time to give results and in that period it is essential to keep a watch on the process. This helps in mitigating the weaknesses and focusing on the strengths and opportunity areas of the work. 4. Executing- In the final stage, quality assurance consultants implement the work. They ensure that the business fulfills its objectives of implementing a quality assurance process. A business should adopt a quality assurance process periodically to ensure that the product/service is designed and implemented with prescribed procedures. It reduces errors and problems and gives a quality product.
Qual telefone celular da Apple devo comprar?
Está buscando um iPhone para comprar, mas não sabe se paga caro em modelo atual ou economiza com algum mais antigo? Qual iPhone vale mais a pena comprar? O iPhone Blog vai te ajudar a escolher o seu tão desejado celular da Apple. Aqui listamos os melhores modelos da Apple que testamos nos últimos anos para você, saber o que muda entre eles e qual se encaixa melhor nas suas necessidades e no bolso. Nossa lista é um review de celular da Apple em 2021 Começamos com o mais barato da lista o iPhone 7 por volta de R $ 2.000,00. Ele é o mais antigo dessa relação e foi lançado em 2016. Vale a pena investir em um celular mais antigo? Qual é o preço do iPhone mais barato? Bem se você quer pagar pouco em um iPhone terá que se contentar com este modelo. Por mais que seja um celular com cinco anos de existência ele ainda consegue superar, muito modelo recente com Android em desempenho na mesma faixa de preço. Qual é o preço do iPhone 7? O problema do iPhone 7 é a sua bateria que rende pouco e o fato de que em breve, ele deixará de receber atualizações do iOS. Não tem como prever quando será. Até a presente data desse artigo o iPhone 5s ainda recebe atualizações. O que tem no iPhone SE? Subindo um pouco para + – R $ 2.500,00 temos o iPhone SE não é aquele antigo que foi lançado em 2016, mas sim o novo que foi atualizado em 2020. Ele tem o mesmo visual do iPhone 8, mas por dentro você encontra o mesmo hardware da linha do iPhone 11. Isso garante alto desempenho com qualquer aplicativo ou jogo para iOS. A Apple não economizou em termos de câmera. Esse modelo tem somente uma na traseira diferente dos mais atuais da marca. O que importa é que o iPhone SE registra boas fotos de dia e à noite, mas peca por não ter o modo noturno dos mais caros. Se busca um bom celular para selfies sem gastar muito então o iPhone SE é para você. O que poderia ser melhor é a bateria que não rende muito e ainda demora para recarregar. O que o iPhone XR tem? Se você não curtiu o design defasado do SE então o mais próximo o iPhone XR média de preço R $ 3.000,00, e com visual mais atual que foi lançado em 2018. Pode parecer um modelo já antigo, mas como a Apple dá suporte por muito tempo aos seus celulares ele ainda continuará recebendo updates do iOS por alguns anos. O seu hardware é mais antigo, porém a diferença no desempenho é pequena. Dica extra: Aprenda Como Comprar iPhone Com Desconto Mesmo com uma tela maior e com resolução superior a bateria do XR ainda rende um pouco a mais do que a do iPhone SE. Já o tempo de recarga continua demorando média de três horas. Infelizmente esse é um ponto crítico na maioria dos celulares da Apple, e que só foi corrido nos modelos iPhone Max com adição de uma bateria mais generosa. Sentiu falta de uma câmera ultra-wide no iPhone XR para tirar fotos? iPhone 11 resolve O iPhone 11 é o seu sucessor e os dois tem muito em comum como o tamanho de tela, dimensões, design e tecnologias. As mudanças ficam para o processador mais potente o mesmo do iPhone Se e o aumento de RAM, o que garante um gás extra para quem usa muitos aplicativos ao mesmo tempo. A Apple também aprimorou a resistência contra água permitindo que o iPhone 11, possa ser mergulhado por até dois metros de profundidade. A câmera frontal evoluiu e registra selfies ainda melhores enquanto a traseira ganhou modo noturno, mais eficiente para salvar suas fotos da escuridão. A bateria cresceu e rende mais, porém também demora para recarregar. Todas essas melhorias saem por volta de R $ 4.000,00. Vale pagar a diferença. iPhone 12 preço no Brasil Se você quer o iPhone mais compacto ou mais barato da atual geração da Apple, então a escolha cai sobre o iPhone 12 mini que custa em média R $ 5.000,00. Diferente dos outros citados que trazem tela com painel IPS LCD este modelo tem painel OLED, com resolução superior e suporte a Dolby Vision para máxima experiência com conteúdo em HDR. O desempenho do iPhone 12 Mini é ainda melhor que os demais citados graças ao novo chip A12 Bionic, mas não chega a ser tão veloz quanto os mais caros da mesma geração. Suas câmeras registram ótimas fotos em qualquer situação de luz e a frontal impressiona nas selfies e Modo Retrato. O problema do iPhone 12 mini você já deve imaginar por ser muito pequeno sua bateria, também é pequena e a autonomia é a pior dos modelos da nossa lista. Para piorar ele não vem com carregador na caixa. O iPhone 12 mini pode ser interessante para quem foge de celulares grandes, mas será o terror para quem tem mãos maiores, pois vai sofrer para conseguir digitar em uma tela pequena. É aqui que entra o iPhone 12 já que os dois são exatamente iguais com a diferença apenas no tamanho de tela e bateria. O modelo maior, custa em média R $ 1.000,00 a mais. Isso ajuda, a resolver o problema de autonomia fraca visto no iPhone 12 mini, mas também não vá esperar que o 12 entregue bateria para o dia inteiro se você usa muitos aplicativos e jogos. Será normal ter que fazer uma segunda carga no início da noite e a falta de carregador também é um ponto negativo. Pelo menos, o tempo de recarga não é alto como visto nos demais anteriores, principalmente se você usar o carregador de 20-watts que a Apple vende separadamente. iPhone 11 Pro Max uma solução para os mais exigentes Se ficou decepcionado até aqui com tanto iPhone fraco de bateria então aviso logo, que o melhor de todos que testamos é o iPhone 11 Pro Max. ele entrega bateria para mais de um dia e até supera o seu sucessor. Por muito tempo ele foi o celular mais rápido que já testei e atualmente só fica abaixo, das variantes Pro da linha iPhone 12. Ainda vale a pena pagar R $ 7.000,00 no 11 Pro Max. Ele entrega um ótimo desempenho nas suas câmeras e ainda receberá atualizações do iOS por muito tempo. Ele somente não tem suporte a rede 5G como os modelos mais atuais o que pode acabar fazendo falta no futuro, mas por enquanto ainda é um ótimo celular top de linha. Lembrando que em 2021 a rede 4G ainda não chegou corretamente e ainda com prejuízo, então a rede 5G vai demorar um pouco mais para funcionar no Brasil. iPhone 12 Pro pequena ficha técnica Agora, se você quer um celular 5G e sentiu falta de uma câmera teleobjetiva nos modelos, iPhones 12 e 12 mini então terá que pagar quase R $ 8.000,00 pelo 12 Pro. De extra ainda terá o sensor LiDAR que serve como um scanner 3D para mapeamento e aprimora, a experiência com realidade aumentada, além de ajudar a ter um efeito retrato mais profissional em fotos. O iPhone 12 Pro é ainda mais rápido que o 11 Pro Max e por ter mais RAM consegue, manter mais aplicativos rodando ao mesmo tempo. O ponto fraco fica para a bateria que não chega nem perto, da autonomia do 11 Pro Max e quase empata com o iPhone 12. Indico a leitura: Onde comprar iPhone barato e confiável Se você não se importa para o LiDAR ou para a câmera teleobjetiva então, talvez não faça sentido pagar a mais pelo 12 Pro. iPhone 12 Pro Max é o celular mais rápido. Consegue ser um pouco melhor no teste focado nos multitarefas. Outro ponto que o Max também supera é na qualidade das fotos noturnas devido ao seu sensor fotográfico. O 12 Pro Max é o maior celular já lançado pela Apple e traz uma tela de 6,7 com brilho alto, que supera os mais baratos da linha. Sua bateria pode não surpreender como a do 11 Pro Max, mas é o segundo melhor em autonomia e claro com o aumento de bateria vem o aumento do tempo de recarga, mas não é tão lento quanto os mais antigos. Por fim, o 12 Pro Max tem todas as tecnologias presentes nos demais. Se você faz parte do mundo Maluco do iPhone – Qual celular devo comprar? Resumindo: para quem busca um iPhone acessível o XR ainda é a melhor opção. O SE é o mais barato, mas nem todos podem curtir a tela pequena e o design defasado. Se você busca ter a experiência máxima então, o 12 Pro Max é a escolha ideal. Agora, se você não se importa com a bateria mediana e a câmera teleobjetiva então pode economizar com iPhone 12. Se não faz questão do hardware mais atual ou conexão 5G o iPhone 11 tem o melhor custo-benefício da Apple atualmente. A opinião poderá ser diferente para cada leitor/comprador, mas analise bem antes de comprar qualquer smartphone. Aproveita para comentar se você já é usuário da Apple ou se é da turma que acha um investimento muito alto em celular. https://iphoneblog.com.br/telefone-celular-apple-comprar/
O Samsung Galaxy S21 Ultra é menos poderoso que o iPhone 12, e o iPhone 11
Parece que a Apple não estava mentindo quando apresentou seu iPhone 12 com o processador A14 Bionic. Review Samsung Galaxy S21 Ultra VS iPhone 12 A empresa então revelou que o A13 Bionic do iPhone 11 continuava sendo o processador mais poderoso do mundo na época, e que apenas o A14 seria capaz de superá-lo em um bom momento. A grande e poderosa Samsung tem a sua nova família Galaxy S21. Dispositivos incríveis que apresentam os mais recentes processadores do mercado, tanto qualcomm com o Snapdragon 888 quanto Samsung com seu próprio Exynos 2100. Tradicionalmente a versão snapdragon sempre foi mais poderosa que a versão Exynos, e parece que o S21 continua cumprindo essa premissa. No entanto, essa potência é incapaz de superar a do processador A13 Bionic do iPhone 11, e está longe também do poderoso A14 Bionic do novo iPhone 12. É por isso que aqui está uma comparação completa do iPhone 12 Pro Max e Samsung Galaxy S21 Ultra, especificações, displays, câmera, potência e muito mais. Quanto aos processadores empresa Apple tem muita vantagem Um dos testes mais confiáveis para medir o poder de um processador é o Geekbench. É um teste comparável entre diferentes plataformas que mede diferentes seções do processador e revela duas pontuações: potência de um núcleo e potência com todos os núcleos do processador. Agora que o Samsung Galaxy S21 já está no mercado, este teste foi realizado por algumas empresas e usuários. O telefone da Samsung Galaxy S21 Ultra com processador Snapdragon 888, aqui esta os resultados: Geekbench Samsung Galaxy S21 Ultra (Snapdragon 888) 1129 – single-core e teste multicore 3407. Single-core do iPhone 11 Pro (A13 Bionic) 1337 e multicore 3589. Single-core do iPhone 12 Pro (A14 Bionic) 1606 e multicore 4181. iPhone 12 Pro Max – Magazine Luiza Aqui está um link para o Geekbench que compara os resultados de energia entre o iPhone 12 Pro e o Samsung Galaxy S21 Ultra. E como você pode ver, a diferença de potência dos seus processadores é bem alta. Mais de um ano depois, ninguém conseguiu vencer o A13 Bionic, exceto a Apple. iPhone 12 Pro Max vs Samsung Galaxy S21 Ultra, quem é o rei? Os dois maiores expoentes da faixa super alta já estão no mercado. O iPhone 12 Pro Max e o Samsung Galaxy S21 Ultra são dois dispositivos incríveis com enormes displays e especificações. Tabela de especificação Estes são os dois maiores, mais poderosos e caros smartphones que a Apple e a Samsung têm à venda. Ambos têm especificações máximas para reinar em 2021. Samsung VS iPhone Software Vamos começar com o software e um pouco complicado comparar. iOS vs. Android. Cada sistema tem seus prós e contras, e é uma avaliação muito pessoal. O iPhone 12 Pro Max chega com o iOS 14 como sistema operacional, e o Samsung Galaxy S21 Ultra usa a versão mais recente do Android 11. Ambos os sistemas operacionais já têm muitos anos de evolução e podem ser considerados, como super confiáveis e poderosos muito bem em ambos os telefones. Design Design é algo muito subjetivo e difícil de valorizar. Cada usuário terá sua opinião, por isso, é algo muito pessoal embora ambos os dispositivos tenham um design moderno e bem atual. Estes são dois dispositivos muito grandes com dois módulos de câmera enormes, por isso, seu design é muito condicionado por essas características. O iPhone 12 Pro Max está comprometido com um design mais industrial, sério e reto. Temos uma estrutura de aço inoxidável brilhante e um, vidro em acabamento fosco que combina muito bem com você. Por sua vez, o Samsung Galaxy S21 Ultra aposta em alumínio e vidro, também em acabamento fosco, em seu design. A estrutura de alumínio abraça o módulo da câmera, enquanto o iPhone ainda usa vidro. A tela também é um elemento diferenciado entre os dois. No iPhone 12 Pro Max temos uma tela plana com um entalhe grande. E o Galaxy S21 Ultra usa um painel curvo nas laterais e um pequeno furo na tela para a câmera frontal. O Terminal dos Coreanos é superior nesta seção. Câmeras As câmeras dos smartphones de hoje cada vez se tornam poderosos e profissionais. O iPhone 12 Pro Max e o Samsung Galaxy S21 Ultra são os maiores expoentes, hoje no mercado e são os dispositivos que oferecem as melhores câmeras atualmente. O iPhone 12 Pro Max da Apple possui 3 câmeras e um sensor LiDAR, e o Samsung Galaxy S21 Ultra opta por um sensor quádruplo com dois acessórios. Estas são as especificações de ambos smartphones: iPhone 12: sensor principal de 12MP, sensor grande angular ultra-angular de 12MP e sensor de 2,5x 12MP. Samsung Galaxy S21 Ultra: sensor principal de 108MP, sensor de 3x 10MP, sensor de 10x 10MP e sensor grande angular de 12MP. Como vem acontecendo há anos, é normal que ambos sejam muito, uniformemente combinados em termos de capacidades fotográficas. Megapixels não marcam a qualidade das câmeras há algum tempo, o importante é o processamento que ambos os dispositivos fazem. Provavelmente, em algumas situações você vai ganhar um e outro. A proposta da Samsung é muito interessante apostar em dois sensores, que serão ativados dependendo do zoom que você deseja inserir em sua fotografia. Importante também notar que o Galaxy S21 Ultra pode chegar até um zoom de 100x. A principal novidade estabelecida pela Apple este ano é o LiDAR, que ajuda com as tarefas de foco, especialmente à noite. Além disso, os sensores do iPhone 12 Pro Max são ligeiramente maiores, permitindo maior entrada de luz, e também são estabilizados. É difícil optar por um ou outro dispositivo sem comprar as fotos que ada um seja capaz de tirar. Mas as chances são de que eles são muito equilibrados, dependendo da situação um será melhor do que o outro e não achamos que haja um vencedor claro. O que o iPhone 12 Pro Max pode manter sua vantagem é na gravação de vídeo, especialmente quando você considera o advento do Dolby Vision HDR de 10 bits de qualidade de vídeo. O iPhone tem sido o melhor smartphone quando se trata de gravar vídeo há anos, embora o Galaxy S21 permita gravar em resolução 8K. Telas Há anos a Samsung é responsável pela fabricação das telas OLED usadas pelos iPhones,e há anos também, a qualidade das duas telas é semelhante. No entanto, no Galaxy Ultra, a Samsung colocou o seu melhor painel, com uma resolução incrível e uma taxa de atualização de até 120 Hz. iPhone 12 Pro Max: OLED Super Retina XDR de 6,7 polegadas com resolução de 1.284 x 2.778 pixels e 460 dpi. Brilho máximo de 1.200 nits. Samsung Galaxy S21 Ultra: Dynamic AMOLED 2X 6,8 polegadas com resolução de 1.440 x 3.200 pixels e 515 dpi. Brilho máximo de 1.500 nits. Neste caso, parece que o painel que inclui o Samsung Galaxy Ultra é superior ao do iPhone 12 Pro Max. A resolução pode não afetar muito, mas a possibilidade de ter uma fluidez extra, com a taxa de atualização de 120 Hz é um ponto muito importante em favor dos dispositivos coreanos. Bateria Um parâmetro muito difícil de classificar ao comparar um iPhone com um smartphone Android. Pelos números ele claramente ganha o Samsung Galaxy S21, no entanto a Apple consegue obter um bom desempenho da bateria mAh. Com uma bateria de menor capacidade, o iPhone veio para obter os melhores resultados em termos de duração da bateria graças ao iOS e ao processador da Apple. A Apple Apple diz que a duração da bateria do iPhone 12 Pro Max chega a 20 horas contínuas reproduzindo vídeo. A Samsung, por sua vez, diz que o Galaxy S21 Ultra pode facilmente durar um dia completo de 24 horas. Eles são os dispositivos com a melhor autonomia do mercado, e a diferença será pequena. E há algo mais em como eles se parecem, nenhum dispositivo inclui o carregador na caixa. Ambos suportam carregamento rápido, iPhone 12 de 20W e Samsung Galaxy S21 de 25W. Dados muito semelhantes já que, sendo a menor bateria do iPhone, será preciso quase o mesmo para carregar como o Galaxy S21 Ultra. Poder Os processadores móveis da Apple têm sido os melhores há anos, e não parece que é algo que vai mudar este ano. Como já aconteceu em anos anteriores, a Samsung optou por usá-lo para seu próprio processador na Europa, então o Samsung Galaxy S21 Ultra usa o processador Exynos 2100 de 5nm. O iPhone 12 Pro Max, por outro lado, usa o A14 Bionic, também construído em 5nm. Os processadores da Apple provaram ser os mais rápidos dos últimos anos, e o A14 não é exceção. Os dados do GeekBench dizem que o processador da Apple é ligeiramente maior, tanto em testar um núcleo quanto com todos os núcleos do processador. Leitura indicada: iPhone vale qualquer loucura Provavelmente estamos olhando para os dois melhores smartphones do mercado. Dependendo do tipo de usuário que você é, você terá que escolher entre eles. Se você tem um ecossistema de dispositivos Apple, sua escolha é clara. Se esse não for o caso e você gosta do Android, o Galaxy S21 Ultra também será uma boa escolha. O Samsung Galaxy S21 Ultra é menos poderoso que o iPhone 12, e o iPhone 11 - iPhone Blog
Afinal, o que é VPN? Descubra como cuidar do seu acesso remoto!
Se você tem uma empresa precisa se preocupar com muitas tarefas, ações e responsabilidades, principalmente se possui um espaço físico para trabalhar com seus demais funcionários. As empresas com espaço físico precisam oferecer aos trabalhadores uma boa infraestrutura para que realizem todas suas tarefas e na grande maioria das vezes, isso engloba uma conexão com a internet que seja boa e segura. Ao oferecer computadores e uma rede de internet aos seus funcionários, você precisa se preocupar e ficar atento à segurança do tráfego de dados e informações, afinal arquivos e o histórico da empresa estão atrelados à isso. E é nessa parte que o VPN entra para que você consiga cuidar do acesso remoto. A seguir, veja mais detalhes e entenda perfeitamente o que é VPN e como ele pode ajudar a sua empresa. VPN: o que é? VPN, em nossa língua, significa Rede Virtual Privada e a sua função principal é garantir o tráfego de dados de uma maneira muito mais segura e ainda permitir o acesso remoto protegido à rede interna de uma empresa. Se trata de uma ferramenta de segurança muito mais do que essencial para as empresas, pois você estará protegendo dados e informações referentes ao seu negócio e evitar que suas informações sejam roubadas ou acessadas por hackers. A VPN ganhou mais buscas nesse período em que a grande maioria das empresas estão com seus funcionários trabalhando em home office. Cada funcionário, na sua casa, ao se conectar à internet, é identificado pelo número de IP e os seus dados podem trafegar abertamente, isso significa que podem ser acessados por qualquer pessoa. Tendo uma rede privada, que é oferecida pela VPN, o usuário, os dados e as informações ficam protegidos e não é identificado tão facilmente. A VPN pode ser usada para interligar mais de uma unidade da empresa e para fornecer a conexão remota aos funcionários, por isso ela se tornou tão popular e procurada nos últimos meses. VPN: como funciona? A VPN funciona de uma maneira muito fácil e prática. Vamos dar alguns exemplos para que você consiga entender melhor. Quando acessamos o navegador do nosso computador, na barra de pesquisa e ao lado do endereço eletrônico, há um pequeno cadeado. Esse cadeado é sinônimo de segurança e ele está presente na grande maioria dos sites, e ele informa que a sua navegação está segura e que o seu tráfego de dados só poderá ser acessado pelo servidor daquela empresa/loja/companhia/site. Quando você usa a VPN, essa segurança é expandida para toda a sua conexão. Isso porque, alguns sites não possuem esse cadeado e essa segurança, deixando seus dados expostos. Quando você usa a VPN, a segurança é garantida em todas as situações. Você fica disfarçado e usa um endereço de IP falso. No caso das empresas, ao usar VPN, você se conecta diretamente ao firewall da sua empresa e assim ninguém consegue identificar o seu verdadeiro IP e fica protegido. A sua conexão também é criptografada para que ninguém tenha acesso aos dados que são carregados e baixados. VPN: por que investir? Você já entendeu o que é uma VPN e como ela funciona, mas ainda não está convencido de porquê usá-la na sua empresa? Bem, nós explicamos o motivo. Acontece que quando a sua empresa permite o acesso externo dos seus funcionários, de suas casas por exemplo, há uma troca de dados e informações entre as redes que fica exposta e há grandes riscos de hackers obterem todo esse tráfego e acabarem roubando as informações. Alguns trabalhadores gostam de ir em diferentes lugares para trabalhar como em livrarias e cafeterias com rede Wi-Fi. Essa é uma rede pública que pode ser acessada por qualquer um facilmente e ter acesso a dados como usuário e senha. Com a VPN, todo o acesso de seus funcionários estará 100% seguro e protegido. VPN: conheça os tipos Existem vários tipos de VPN para você escolher e contratar para a sua empresa. Você poderá conhecer três opções a seguir: - VPN Site a Site: é uma VPN muito usada em operações corporativas principalmente no caso de empresas que possuem unidades no Brasil e no exterior ou até mesmo em diferentes estados, pois ajuda a conectar a rede da matriz com as filiais. As empresas podem usar também esse tipo de VPN para se conectar a outras empresas. Nada mais é do que uma ponte virtual que ajuda a reunir redes de diferentes lugares, mantendo uma conexão mais segura e privada; - VPN PPTP: é o tipo mais comum que pode ser usado tanto por empresas quanto por pessoas comuns. Não exige a compra nem mesmo a instalação de um hardware extra, para acessar basta informar o login e a senha de usuários aprovada. Através da conexão com a internet, você se conecta com a rede VPN e se torna um usuário remoto, que não pode ser encontrado. Entretanto, esse tipo de VPN não oferece criptografia; - VPN L2TP: esse é um modelo que se combina com outra ferramenta de segurança para fornecer mais privacidade ainda. Ele forma um túnel entre dois pontos de conexão L2TP e uma VPN, enquanto acontece também a criptografia dos dados. Contrate VPN da SS3 Tecnologia A SS3 Tecnologia é uma empresa focada em serviços de Tecnologia da Informação para corporações que desejam garantir mais segurança, privacidade, agilidade e praticidade no seu ambiente de trabalho e a todos os seus funcionários. Entre os diversos serviços de gestão de TI que são oferecidos pela SS3, está a opção de você obter uma VPN para sua empresa e para os seus funcionários. Eles fazem toda a instalação de acordo com as necessidades da sua empresa, além de explicarem como funciona e ajudarem na criação das senhas para todos os seus colaboradores. Se torna um sistema muito prático e é um investimento excelente para a empresa, que estará garantindo a sua proteção e evitando problemas com hackers ou com vazamento de informações importantes.